Publicado Sexta, 18 de Outubro de 2019 ás 03:12 - Atualizado 18/10/2019 ás 03:12

Bancários cobram providências do BB quanto à transferências compulsórias

Bancários cobram providências do BB quanto à transferências compulsórias
Representantes da Fetrafi e de Sindicatos estiveram reunidos com gestora da Gedes POA
 
 
Os funcionários e funcionárias do Banco do Brasil vêm sofrendo com o excesso de transferências compulsórias promovidas pela empresa desde a instituição do Programa de Adequação de Cargos (PAQ). Para tratar do assunto, representantes da Fetrafi-RS e dos Sindicatos dos Bancários do Paranhana, Guaporé, Rio Grande, Frederico Westphalen e Porto Alegre e Região estiveram reunidos com a gestora do Gepes Porto Alegre, Nádia Brugnara Soares, nesta quinta-feira, 17 de outubro.

Foi solicitado atenção especial para os casos de colegas que não aderiram a remoção, em torno de 50 bancários(as) no estado do Rio Grande do Sul. Os representantes da categoria relataram, ainda, casos de falta de vagas na própria cidade, e em cidades limítrofes, o que vem causando sérias complicações para os funcionários, com respeito a suas organizações familiares e financeiras. 

 

"Tiramos da reunião o acompanhamento dos casos apresentados, alguns já em tratamento. E o compromisso de novas reuniões para tratar dos bancários ainda sob risco de remoção compulsória”, explica a diretora de Formação da Fetrafi-RS, Ana Maria Betim Furquim. "Reforçamos aos bancários que tragam suas demandas aos sindicatos para que possamos atuar na representação e preservação das nossas condições de trabalho”, completa.

 

Vale lembrar que o BB está descumprindo acordo estabelecido em mesa de negociação, que previa remoções para localidades até 30km do local de origem, municípios limítrofes ou região metropolitana, com transporte coletivo intermunicipal, e que haveria consulta ao trabalhador e os casos que apresentassem problemas seriam tratados pontualmente.

 

Além de Ana Maria, participaram da reunião Priscila Aguirres (Fetrafi-RS); Bianca Garbelini (Porto Alegre e Região); Rodrigo Pretto Buss (Frederico Westphalen); Pedro Luis Rodrigues Pires (Rio Grande); Francisco Carlos Dutzig (Vale do Paranhana) e Eloi (Guaporé).